quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Remédios naturais para aliviar TPM

Existem várias alternativas caseiras e fitoterápicas que podem ser usadas como remédios naturais para a Tensão Pré Menstrual, a TPM.
Essa condição muito familiar para algumas mulheres, apresenta sintomas como o inchaço, cãibras, espamos, irritabilidade, fadiga, alterações drásticas no humor, compulsão alimentar, dor de cabeça, cólicas, e vários outros sintomas.
Essas situações ocorrem após a ovulação, e só desaparecem quando começa o período mentrual.
Entre as alternativas que podem melhorar de maneira efetiva a esses sintomas, acalmando e equilibrando, estão os diuréticos naturais.
Os chás de camomila, erva doce, urtiga, dandelião, ou o suco de cereja, são os mais indicados para que o organismo livre-se do excesso de líquidos. O chá verde também é aconselhável, não só por ser um diurético, mas também pelo seu poder curativo.
Para livrar-se da cólica e tensão durante a TPM, os mais eficazes são o poejo e a cavalinha, ambos ingeridos em forma de chá também.
O mais comum quando deste período é que o organismo produza estrogênio em excesso. Para controlar essa produção, especialistas aconselham o consumo de chá vermelho, ou o chá de alcaçúz.
O alcaçúz, porém, pode resultar num fluxo menstrual muito mais intenso que o normal, assim como o chá de urtiga.
Se está entre as mulheres que sentem calafrios repentinos no período pré menstrual, o mais recomendado é o chá de gengibre, bem quente.
Por conta da excessiva sensibilidade, ou irritabilidade, é de grande valia beber chás calmantes em paralelo. Neste caso, pode-se optar pelos chás de valeriana, erva de São João, de erva cidreira, ou suco de maracujá.
Já o óleo de prímula reduz a sensibilidade nos seios.
Para amenizar o impacto de todas as condições causadas pela TPM, enquanto ela estiver a atacar, coma muita fruta, beba cerca de 2 litros de água por dia, e diminua o consumo de cafeína.
Na Inglaterra, as mulheres podem ser absolvidas se cometerm homicídio durante a TPM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário